ABC surpreende o América na Arena das Dunas e vence o clássico

Francisco Diá surpreendeu com a formação do ABC que começou o jogo contra o América na Arena das Dunas. Surpreendeu na formação e na maneira de jogar, quando começou pressionando o América e muito cedo marcou com Wallyson, transformando o clássico em jogo cheio de alternativas e de viradas no placar, que terminou 4 a 3 para o alvinegro.

Se o ABC surpreendeu, o América jogou o clássico como vem jogando ao longo do campeonato, e oscilou no clássico, como oscilou nos outros jogos. Time de Waguinho não fez um bom primeiro tempo, voltou do vestiário melhor e tomou o gol da vitória já no final.

Como destaques do clássico, goleiro Rafael que fez duas defesas importantes, João Paulo e Wallyson que agora encontrou um cara para jogar com ele. No América, gostei muito de André Krobel e Tiago Orobó, e penso que Waguinho errou quando sacou Leandro Melo, um volante para entrada de um atacante. O empate já era resultado favorável ao América.


Waguinho Dias, treinador do América: " Fizemos o gol de empate, buscamos o gol o tempo e tomar o gol da maneira que foi, isso só poderia terminar com uma derrota. Isso não faz parte do América, às vezes é tão  importante para que  os jogadores acordem e entendam que precisamos estar sempre melhorando".


No segundo tempo, quando o jogo estava 3 a 3, Waguinho Dias sacou o volante Leandro Melo para a entrada de um atacante, Adílio: " Não tem nada haver a saído do Leandro Melo. A bola  do quarto gol era nossa, estávamos com três homens postados, a bola veio no meio para o Vitor que estava inválido, ele deu um calcanhar para o Wallyson virou  para o outro lado e a gente com cinco dentro da área, o João Paulo fez o gol, então não teve nada com a substituição que eu fiz para ganhar. Eles estavam com um a menos que era o Vitor, tínhamos que vencer e é assim que eu jogo e é assim que o América vai jogar sempre".

Para Waguinho, o segundo tempo do América foi melhor que o primeiro: "No primeiro tempo a equipe não esteve bem, conseguimos acertar no vestiário e no segundo tempo foi todo América. O time do ABC não chegou nenhuma e no final foi um erro nosso. No primeiro tempo não jogamos o que o time sabe".

Francisco Diá avaliou assim o jogo e a vitória: " Pelo primeiro tempo acho que o placar deveria ter sido mais elástico pela quantidade de gols que tivemos oportunidade de marcar. Acho que teve um pênalti em cima de João Paulo, uma arbitragem que inverteu muitas faltas, mas  o time foi guerreiro, jogamos os ultimos 20 minutos com dois jogadores a menos, perdi João Paulo que levou uma pancada muito forte no joelho e Vitor  que coloquei para fazer número de centroavante com um estiramento muscular. Pedro estava muito tempo parado e também João Paulo que trabalhou apenas 10 dias. A queda de rendimento foi natural".

Elenco reduzido: "Conto só com três volantes, preciso de mais um segundo volante e um lateral esquerdo, nosso elenco é muito reduzido. Já pedi, Marlon e Pedro Costa jogaram no sacrifício. Cedric já tinha feito essa função, deixei a velocidade para o segundo tempo e deu certo".

Apesar da reclamação de Francisco Diá,  atuação do árbitro Zandick Gondim Alves Júnior foi muito boa, técnica e disciplinarmente. Não foi perfeito, mas foi muito bem.





Comentários

  1. Boa vitória do ABC.
    Mas os times precisam melhorar muito para a copa do nordeste. A zaga do América era uma avenida, o meio campo não tinha pegada, o time jogou muito exposto, Waguinho precisa corrigir isso. Quanto a arbitragem, Diá deveria tá feliz, o time dele se revezou nas faltas em Dione, o jogo todo e ninguém foi amarelado. Resultado pra mostrar que o América precisa acordar, melhorar. Contratar um 9 pra assumir a titularidade. Seguimos fortes.

    ResponderExcluir
  2. A tabela do primeiro turno, foi feita claramente para beneficiar o time de Japecanga. Não bastasse os três jogos seguidos dentro de casa, algo inédito no futebol mundial, ainda tiraram um jogo do ABC dentro do Frasqueirão, justamente contra um adversário tradicional e de quebra, na última rodada o time de japé pega o Potiguar na ARENA, enquanto que o Mais Querido joga fora contra o Assú. Só esqueceram, que no meio do caminho tinha o ABC! Tinha o ABC, no meio do caminho!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Eleição na Federação de Futsal: STJD nomeia interventor

América: Panela de pressão estourou

Arbitragem feminina ganha espaço e entra para a história do futebol potiguar