América vence o Santa Cruz e segue com 100% de aproveitamento

O América venceu o Santa Cruz de Natal por 3 a 1, segue com 100% de aproveitamento e com uma marca importante de gols, 7 marcados em 2 jogos.

Mas, apesar da vitória, o América não fez um bom jogo contra a boa e bem organizada do Santa Cruz, que sentiu o desgaste físico no segundo tempo. Vi um Tricolor bem postado, bem organizado em campo mas que não tem elenco. Tem um bom time, o que começou, mas sem peças de reposição. Talvez com alguns ajustes de peças, Leonardo Souza tenha condições de manter um equilíbrio maior da equipe.

Primeiro tempo do América não foi bom, mas melhorou na segunda etapa quando confirmou a vitória de 3 a 1.

Setor defensivo do América seguro, gostei muito do desempenho de André Krobel e  Cesar Sampaio,  não foram bem na minha avaliação o Daniel Costa e Wallace Pernambucano mesmo tendo marcado um gol cada. 

Waguinho Dias avaliou assim o jogo e o desempenho da equipe. Ouça aqui

Próximo compromisso do América será domingo, dia 12, cinco da tarde na Arena das Dunas contra o ASSU, que amanhã (09) joga em casa contra o Potiguar.

Arena América José Rocha

Não tem a menor condição de receber jogos oficiais e menos ainda a presença de público. Falta muita coisa para que aquele equipamento esteja apto. A começar pela questão da segurança, já que é um campo de futebol aberto e sem proteção.

Só pode jogar no horário das três da tarde, por não ter iluminação artificial.  Hoje, a Arena América é um estádio que não está pronto, que não oferece condições de trabalho para a imprensa e nem segurança para atletas, comissões técnicas e arbitragem.


Comentários

  1. Sem ser da forma como o ABC fez, com contrapartida, não tem condição de construir um estádio com o mínimo de condição para a disputa de jogos oficiais. Até jogos amadores é complicado, pela falta de segurança.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Eleição na Federação de Futsal: STJD nomeia interventor

América: Panela de pressão estourou

Arbitragem feminina ganha espaço e entra para a história do futebol potiguar