Data maxima venia, decisão do STJD prejudica os clubes

O Superior Tribunal de Justiça Desportiva determinou que as partidas  que tiverem  torcida única pedida pelo Ministério Público dos estados sejam realizadas com portões fechado, ou seja, com público zero.

A medida foi publicada pelo STJD nesta  quinta-feira (30) com base em uma ação de torcida única no confronto entre Palmeiras x Flamengo, no segundo turno do Brasileirão do ano passado, quando o clube carioca cumpriu o regulamento, cedendo 10% dos ingressos para os paulistas no primeiro turno, mas não obteve o mesmo tratamento no jogo do segundo turno. Devido a decisão da CBF, o Flamengo  entrou com ação na Justiça Desportiva.

Na avaliação do advogado do Flamengo, Michel Assef Filho, a nova decisão pode fazer com que diminua o número de pedidos do MP para jogos de torcida única: " Agora, com o Ministério Público sabendo de antemão que a Justiça Desportiva vai determinar portões fechados quando a determinação for de torcida única, pode ser que eles pensem duas vezes antes de agir assim".

Data maxima venia, mas a decisão do STJD é um duro golpe nos clubes de futebol do Brasil. O fato do MP recomendar torcida única em um clássico ABC x América por exemplo, não pode penalizar o time mandante. Uma decisão completamente equivocada.

Comentários

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Eleição na Federação de Futsal: STJD nomeia interventor

América: Panela de pressão estourou

Arbitragem feminina ganha espaço e entra para a história do futebol potiguar