Postagens

Mostrando postagens de Janeiro 3, 2020

FNF define taxas de arbitragem e critério para solicitação de arbitragem FIFA

A Federação Norte-riograndense de Futebol definiu os valores das taxas de arbitragem para o Campeonato Estadual que começa no domingo, dia 5, e regulamentou uma questão que julgo importante que é a solicitação de árbitro FIFA, que vez por outra acontece em jogos do Estadual. O clube que quiser solicitar arbitragem FIFA tem todo o direito, mas em Resolução assinada pelo presidente da FNF, José Vanildo, ele estabelece o seguinte:   Quando houver solicitação de arbitragem obrigatoriamente da categoria FIFA, o solicitante deverá ser formalizada À FNF no prazo mínimo de 72 horas antes da realização da partida, acompanhado de comprovante de depósito no valor de R$ 30.000,00 ( Trinta Mil Reais ), caso os custos sejam superior ao valor estabelecido, o solicitante deverá arcar com a diferença das despesas advindas de tal solicitação. Taxas de arbitragem Árbitro CBF - R$ 795,00 Árbitro CEAF - R$ 737,00 Em confrontos entre ABC e América e as demais equipes do Estadual, a ta

Arbitragem feminina ganha espaço e entra para a história do futebol potiguar

Imagem
A segunda rodada do Campeonato Estadual vai entrar para a história da arbitragem do Rio Grande do Norte, já que de forma inédita, a Comissão Estadual de Arbitragem escalou um trio feminino para trabalhar em uma partida de futebol profissional. Segundo Ricardo Albuquerque, presidente da CEAF "tivemos já faz tempo a Maria das Graças que apitou uma partida de futebol feminino e depois atuou como quarto árbitro, mas uma mulher como árbitro central é pioneiro no futebol do Rio Grande do Norte". Quem também comemorou a escala foi o presidente do Sindicato dos Árbitros do Rio Grande do Norte, João Henrique "  Pela primeira vez na história do Campeonato Estadual de profissionais teremos uma arbitragem feminina  em um jogo masculino, o que orgulha o SINDAFERN, é um momento ímpar e histórico da arbitragem potiguar". ASSU x Potiguar, na quinta-feira dia 9, oito da noite no Edgarzão terá arbitragem de Mariana Regina de Paiva Oliveira, auxiliada por Edilene F